segunda-feira, 6 de junho de 2016

Quando a vida dá o passo por você



Em primeiro lugar, feliz ano novo.
É, eu sei que o blog ficou um pouco (pouco, Paula?!) abandonado este ano.
Mas muita coisa tem acontecido desse lado de cá da tela. Não que eu não tenha tempo de escrever, mas, sabe aquela coisa chamada prioridade? Pois é, passei por um momento de redefinição das prioridades em minha vida, e acho que ainda estou tentando conciliá-las.



Enfim, vamos aos fatos.

Em fevereiro, fui demitida. Não foi bem uma surpresa, eu sabia que a crise estava nos rondando e que uma hora o meu emprego seria ameaçado. Não fiquei muito preocupada no momento, no fundo eu sabia que aquele "podemos conversar no final do dia?" já era um "estamos dispensando você".
Mas o interessante foi que, junto com a demissão, veio uma proposta: continuar sendo uma prestadora de serviços para a empresa.

E foi aí que a vida deu um passo por mim.

Eu não me sentia muito preparada para ser uma profissional autônoma.
Todo designer acaba sendo freelancer, em alguma época da vida, e eu já passei por isso. Mas não com aquela formalidade toda, de contratos, CNPJ e tudo o mais. Enfim, eu achava que ainda precisava ter um chefe, uma rotina diária definida, um horário de almoço curto para me desdobrar para resolver os assuntos pessoais, fins de semana intensos para poder compensar as 10h de trabalho por dia, etc. Aquela vida típica dos 20 e poucos anos.

Foi aí que eu pensei: "Ok, vamos fazer isso. Mas vou continuar enviando currículos".

Decidi voltar à minha rotina da caça aos empregos, algo que eu já fui uma expert. Atualizar currículo, portfólio, separar um momento do dia para enviar e-mails, cadastrar o perfil em sites de emprego, contactar pessoas que poderiam enviar uma recomendação, esse tipo de coisa.
Mas não obtive muita resposta. Fiz uma entrevista de emprego, e só.

O interessante desse processo todo ´é que os serviços começaram a aparecer.

Não as entrevistas. Os trabalhos, mesmo. Clientes novos, contratos novos e indicações.
Comecei a me sentir uma empreendedora de verdade.
Comecei a investir no meu material, criei tabelas de valores, planilhas de controle empresarial, relatórios de notas fiscais emitidas, enfim. Tudo o que um microempreendedor tem direito.

Descobri também que eu posso fazer outras coisas se tornarem uma fonte de renda.

Comecei a aproveitar o tempo livre - porque, afinal, quem trabalha em casa faz seu próprio horário - e coloquei minhas habilidades artesanais em ação. Comprei alguns metros de feltro e comecei a inventar almofadas e coisas do tipo.

Entendi que isso também é parte de ser uma "artista". Juntar as coisas que você sabe fazer como profissional com aquilo que você gosta e tem habilidade. E tem dado certo. Consegui até uma máquina de costura da minha mãe, pra poder inventar algumas coisinhas de vez em quando e vender para quem tiver interesse.


É, a vida deu esse passo por mim.
Nos últimos meses, tenho aprendido a dar mais alguns por conta própria.
E se você prefere usar aquela outra frase de incentivo, aqui vai meu conselho:

Se a vida te der limões, não faça apenas uma limonada. 
Faça um mousse, e uma torta, use também no tempero, coloque no refrigerante, sei lá. Mas não se contente com uma coisa simples apenas. Faça mais coisas acontecerem.

6 comentários:

  1. Hey,
    Curti muito o texto, meio que me identifico com o mesmo.
    Contudo, ainda não dei o primeiro passo para o caminho do empreendedorismo(Ainda me vejo preso na falsa sensação de segurança(Carteira de trabalho, responsabilidade, etc)).
    Mas de fato, "viver" os fins de semana é um tanto desanimador(Não é ?), "Pq não viver full-time?", "8:40 mais um dia ?" são perguntas que me faço diariamente. hehe
    Mas enfim, acredito que já deva ter ouvido falar do estilo de vida Nômade digital, caso negativo, acredito que irá curtir(Pelo menos amei-o no papel).
    Adorei o texto, pois meio que me deu uma idéia real do novo mundo, e mais próximo que imagei ser possivel.
    De agora para frente, darei um jeito de fazer a vida dar o passo por mim, ou continuarei a buscar coragem para sair da caverna do dia-a-dia.
    Meus parabéns, Tudo de bom. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Icaro! Tudo bem? :) Quanto tempo!
      Que bom que o texto te deu uma nova perspectiva!
      Sim, é verdade que toda essa questão de carteira de trabalho, responsabilidade, compromissos maiores e tudo o mais faz a gente sentir muito medo, e olha, como a pessoa receosa e ansiosa que sou, posso garantir que não é fácil! rs Mas desafios são caminhos para o sucesso, como dizem, então cada degrau é importante, mesmo que assustador, né?!
      Eu conheci esse lifestyle dos Nômades Digitais há alguns anos, e desde então tem sido um sonho. Acredito que estou perto de realizá-lo completamente, e se Deus permitir, logo logo estarei com o pé na estrada tbm. ;)

      Bom, sei que você é ótimo no que faz e é determinado, então acredito muito no seu sucesso também! Segue nesse caminho e não tenho medo de se arriscar, que as coisas vão acontecendo, a vida vai dando o passo por você, mas você tbm pode ir traçando seu caminho e avançar mais!
      Abraço, tudo de bom pra vc tbm!

      Excluir
  2. Ei Paula, que saudade eu tinha do seu blog!
    Amei a dica do limão, hahaha. E é isso mesmo, às vezes a gente só vê com olhos negativos o que acontece quando na verdade a vida tá te dando aquele empurrão que faltava! Fiquei super feliz com seu relato, de saber que a vida anda cada vez melhor e realmente as prioridades devem ser respeitadas. Mas por favor, não suma tanto!
    beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, linda! Você que anda sumida, heim! O que aconteceu com o SheepBox? Poxa, curtia bastante!
      Obrigada por seu comentário! É sempre bom relatar as coisas boas! Tem sido correria, mas se a gente não é desafiado a gente não cresce, né?! Beijinhos e se cuide!

      Excluir
    2. Pois é, sumi uns tempos, eu ainda não tava certa do que queria prum blog, mas agora tenho outro (www.descoisando.com). Se quiser conhecer vou ficar muito feliz! Eu achava que o seu blog tinha acabado de vez também. Ainda bem que não! ^^
      Beijos, se cuida também!

      Excluir
    3. AH, que legal, guria! :) Vou seguir, com certeza!
      Pois é, eu sou de fases, uma hora posto sempre, outra hora deixo abandonado por conta das prioridades! hahahah, mas assim que eu me adaptar a essa vida de autônoma eu vou criar uma rotina de postagens aqui, nem por obrigação nem nada, mas AMO escrever e gosto de manter o gosto sempre em prática! Acho que você entende, né?! haha}

      Beijinhos! ♥

      Excluir

Hey! :)
Obrigada por ler e comentar no meu blog. Beijinho!